4° Cloud Girls SP – Microsoft

Olá galerinha!

No último dia 26/09, tive a oportunidade e convite realizado pelo Danilo Alves (CloudBR/Cloud Girls SP), para poder dividir um pouco de conhecimento e experiências de como levar sua aplicação para a nuvem, utilizando Microsoft Azure.

Este evento foi realizado pelo grupo Cloud Girls SP, na Microsoft aqui em São Paulo.

cloud girls sp

Um grupo sensacional, destinado a eventos de tecnologia voltada a Cloud, para mulheres 🙂

Venha conhecer: https://www.meetup.com/pt-BR/Cloud-Girls-Sao-Paulo/

 

Este evento contou com aproximadamente 60 mulheres, 3 palestrantes e muito conteúdo.

Rolou até entrega de vouchers de Azure para utilização (Obrigada Microsoft!) 🙂

 

Estive com a palestra “Levando meu desenvolvimento para nuvem, com Microsoft Azure”.

Pude falar um pouco de conceitos (IaaS, PaaS e SaaS), ferramentas disponibilizadas pela Microsoft para utilização com Azure e integração com VSTS.

Seguem slides da minha apresentação: Levando meu desenvolvimento para nuvem, com Microsoft Azure

Mais conteúdo, em breve  🙂

 

E fiquem ligadas meninas! 5° Cloud Girls SP  para o próximo dia 26/10 🙂

Se inscrevam: https://www.meetup.com/pt-BR/Cloud-Girls-Sao-Paulo/events/243969673/

 

Valeu pessoal!

Até a próxima! 🙂

 

 

 

Anúncios

Conhecendo o Azure DevTest Labs

Olá pessoal!

Hoje vamos falar sobre um assunto bem bacana, no qual venho apresentando em minhas últimas palestras.

Azure DevTest Labs

azure devtest labs

Para quem não conhece, o Azure DevTest Labs é uma ferramenta da Microsoft Azure, no qual veio para ajudar na entrega de ambientes de desenvolvimento e teste.

Mas antes de falarmos sobre ele, vamos rever alguns conceitos:

 

O que é DevTest?

Disponibilizar mais funcionalidades com maior rapidez — mantenha o ritmo com conjunto completo de ferramentas de desenvolvimento e teste para a sua equipe colaborar e concretizar à velocidade da cloud.

Crie rapidamente ambientes de desenvolvimento e teste consistentes e à sua medida através de uma infraestrutura dimensionável a pedido.

“Em vez de dizermos às pessoas para aguardarem seis meses por uma nova funcionalidade, podemos disponibilizá-la em poucas semanas (…)“
Johan Krebbers, CTO de TI e VP da TaCIT Architecture, Shell Global Solutions International

E hoje já mudamos este cenário, onde um ambiente pode ser entregue em pouco minutos 🙂

 

Em quanto tempo você entrega um ambiente?

1 dia, 1 semana, 1 mês … 6 meses?

Infelizmente estes prazos podem ser realidade para algumas empresas ainda.

Quais são os principais fatores para estes prazos?

– Dependência de outro time, geralmente Infraestrutura
– Custos
– Aprovações
– Processo manual

 

Conhecendo o Azure DevTest Labs

 

devtest-simplify-cost-management

 

– Ambientes de desenvolvimento/teste rápidos, fáceis e descomplicados
– Provisione rapidamente ambientes de desenvolvimento e de teste
– Minimize desperdícios com cotas e políticas
– Configure desligamentos automatizados para minimizar custos
– Compile ambientes Windows e Linux

E você consegue utilizar integrado com sua ferramenta de colaboração …

 

devtest-integrate

 

Utilize em seu processo de CI/CD no VSTS 🙂

Figure21

Baixe a task diretamente no Visual Studio Marketplace:

Figure11

E ai? Está esperando o que para começar a usar? 😉

Nos próximos posts vamos falar com um pouco mais de detalhes, sobre sua utilização.

Valeu pessoal!

Até a próxima!

Minha experiência no TDC 2017

Olá galerinha!

Hoje estou aqui para falar um pouco sobre minha experiência no TDC (The Developers Conference).

tdc

Para quem não conhece, é um dos maiores eventos de tecnologia do Brasil, muito bem organizado no qual ocorre anualmente em 3 cidades do Brasil.

Sendo elas:

Florianópolis

São Paulo

Porto Alegre

 

São 5 dias com trilhas de diversos assuntos abordados.

Palestrantes com ótimos conhecimentos e dispostos a compartilhá-los conosco.

 

No ano passado tive a oportunidade de poder estar presente como participante, na trilha “Dinâmicas e Facilitações”.

Particularmente, achei sensacional poder sair um pouco do “técnico” e aprender como facilitar nosso dia-a-dia e de outras pessoas.

Fora as pessoas no qual conheci durante a trilha, no próprio evento também. E em todos os stands de patrocinadores e parceiros, no qual você poderá visitar durante todo o evento.

Este ano participei do evento, porém um pouquinho diferente … como palestrante 😊

Tive a grande oportunidade de poder compartilhar conhecimento na trilha DevTest, inclusive nova este ano!

20229534_1507652745961765_3818982079021292230_o

Pude falar um pouco sobre Azure DevTest Labs e ARM Templates.

Abaixo seguem slides da minha palestra

DevTest sem Azure DevTest Labs

 

Agradeço de coração a oportunidade, aos coordenadores da trilha Thiago e Elias.

Foi show!

E digo do evento também, como um todo! SENSACIONAL!

Parabéns também aos meus amigos ESX (Wesley, Isabela, Angelo e Igor) nos quais palestraram em outras trilhas e dividiram conhecimento conosco 🙂

 

Para quem quer conhecer mais sobre o evento: The Developers Conference

Este ano ainda teremos em Porto Alegre 😉

 

Um grande abraço, pessoal!

 

Até a próxima.

Inclua um login automático com Azure em seus scripts PowerShell

Olá galera!

Para quem está cansado de fazer login a cada utilização de um comando em PowerShell, com módulos Azure, aqui vai uma dica para “fixar” este login, deixando-o automático.

Execute passo-a-passo individualmente:

#Passo 1: Logar em sua conta

Login-AzureRMAccount

 

img_01

img_02

Salve as informações acima.

 

#Passo 2: Selecione a subscription no qual deseja utilizar (Obs: Se quiser trocar de subscription, devemos executar o script novamente)

Get-AzureRmSubscription | Out-GridView -OutputMode Single -Title ‘Select the Azure Subscription!’ | Set-AzureRmContext

img_03

img_04

#Passo 3: Crie um novo aplicativo registrado em seu AD (Active Directory), onde estarão salvas suas credenciais.

$VSSPNAADApp = New-AzureRmADApplication -DisplayName “VisualStudioSPN”

-HomePage “https://VisualStudio/SPN”

-IdentifierUris “https://VisualStudio/SPN”

-Password ‘entre com sua senha’

 

#Passo 4: Armazene o ID de aplicativo para a aplicação AD acima criada

$Appid = $VSSPNAADApp | Select -ExpandProperty ApplicationID

 

#Passo 5: O Serviço Prinicipal é uma instância de um aplicativo em um diretório que precisa acessar outros recursos.

#Crie um Serviço Principal em seu Azure AD

New-AzureRmADServicePrincipal -ApplicationId $VSSPNAADApp.ApplicationID

img_05

#Passo 6: Conceda acesso ao Serviço Prinicpal para acessar recursos no meu resource group <seu resource group>

New-AzureRmRoleAssignment -RoleDefinitionName Contributor

-ServicePrincipalName $VSSPNAADApp.ApplicationId

-ResourceGroupName VSSPNAADApp  #existing resource group

 

img_06

#Passo 7: Exportar credenciais para o disco (criptografado usando DAPI)

Get-Credential -UserName $VSSPNAADApp.ApplicationId -Message ‘entre com sua senha’ | Export-CLixml -Path “$(Split-Path -path $profile -Parent)\VSSPNAADApp.xml”

img_07

Entre com sua senha.

 

#Passo 8: Autentique utilizando seu Serviço Principal

$cred = Import-Clixml -Path “$(Split-Path -path $profile -Parent)\VSSPNAADApp.xml”

 

#Passo 9: Autentique utilizando seu Serviço Principal

Add-AzureRmAccount -ServicePrincipal -Credential $cred -TenantId ‘entre com seu tenant id’

Write-Host “Successfully logged in using saved profile file” -ForegroundColor Green

 

img_08

 

 

#Passo 10 (opcional): Insira os comandos de login no perfil do windows powershell

notepad $profile

 

Ele abrirá o bloco de notas com o arquivo de perfil do Windows Powershell.

Insira os comandos dos passos 8 e 9 e salve o arquivo.

Feche-o.

 

img_09

Feche o Windows Powershell.

Abrindo-o novamente, você poderá notar que o login se realizará automaticamente.

 

img_10

img_11

 

Caso opte por não realizar a alteração no arquivo de perfil do Windows Powershell, a cada nova utilização da ferramenta, incluía os comandos referentes aos passos 8 e 9:

 

#Passo 8: Autentique utilizando seu Serviço Principal

$cred = Import-Clixml -Path “$(Split-Path -path $profile -Parent)\VSSPNAADApp.xml”

 

#Passo 9: Autentique utilizando seu Serviço Principal

Add-AzureRmAccount -ServicePrincipal -Credential $cred -TenantId ‘entre com seu tenant id’

Write-Host “Successfully logged in using saved profile file” -ForegroundColor Green

 

Exemplo de utilização:

#Passo 8: Autentique utilizando seu Serviço Principal

$cred = Import-Clixml -Path “$(Split-Path -path $profile -Parent)\VSSPNAADApp.xml”

#Passo 9: Autentique utilizando seu Serviço Principal

Add-AzureRmAccount -ServicePrincipal -Credential $cred -TenantId ‘entre com seu tenant id’

Write-Host “Successfully logged in using saved profile file” -ForegroundColor Green

Get-AzureRmResourceGroup

 

img_12

 

Até a próxima, pessoal! 🙂

Criando um novo Service Endpoint no VSTS

Olá galera!

Hoje vamos falar um pouco sobre a criação de Service Endpoint no VSTS.

 

Primeiramente, o que são?

Service Endpoints são um caminho no qual o VSTS utiliza para realizar conexões de serviços ou sistemas externos.

 

Onde posso encontrá-los?

Após acessar seu Team Project, podemos localizá-los no caminho abaixo

Ícone de engrenagem -> Services

img_1

Clicando em “New Service Endpoint” temos

img_2

Como vocês podem ver, temos diversas opções de criação no qual podem ir de Azure Classic até Visual Studio Mobile Center.

img_3

 

Hoje vamos falar um pouco sobre “Azure Classic” e “Azure Resource Manager”

O que são?

Azure Classic: endpoint utilizado para conexão com sua Subscription e recursos clássicos do Azure.

Azure Resource Manager: endpoint utilizado para conexão com sua Subscription e recursos ARM (Azure Resource Manager) do Azure.

 

Criando um Service Endpoint Azure Classic

img_4

Existem dois tipos de autenticação

Credentials: informações de credenciais de sua Subscription Azure.

Certificate Based: informações de certificado vinculado a sua Subscription Azure.

 

Criando através de Credentials

Para ambos os tipos de conexão, existe um link abaixo chamado “publish settings file”, no qual será encarregado pela geração e extração destes valores para você, através de um arquivo com extensão .publishsettings.

img_5

Insira dos dados de conexão solicitados, de acordo com as informações geradas no arquivo acima.

Username e Password: mesmo login no qual utiliza para o VSTS.

Após isto, você terá uma conexão criada conforme abaixo:

img_6

Criando um Service Endpoint Azure Resource Manager

img_7

Para criação de um novo Service Endpoint Azure Resource Manager, é mais simples e fácil.

Como podemos ver abaixo, ele já identifica as subscriptions ativas para o usuário no qual utiliza em seu VSTS, listando para você.

Você só precisa inserir um nome para sua conexão e selecionar a Subscription desejada.

img_8

img_9

Um exemplo de utilização destas conexões:

img_10

Este é um exemplo de utilização, com a Task Azure File Copy em uma nova Release Definition.

Para a seleção da conexão desejada, você pode utilizar o campo Azure Connection Type, como podemos visualizar acima.

Em seguida você poderá selecionar as demais informações solicitadas (Azure Subscription, Storage Account, etc).

img_11

Bom pessoal, isto foi só uma introdução sobre como podemos criar um novo Service Endpoint, sendo para Azure ou outro serviço/sistema externo.

 

Um beijo a todos.

Até a próxima!

Azure DevTest Labs com SaaS

Olá galerinha!

 

No último sábado estive palestrando no Global Azure BootCamp, onde tive a oportunidade de dividir um pouco com vocês sobre o Azure DevTest Labs.

E tivemos uma dúvida gerada durante esse bate-papo …

Consigo implementar o Azure DevTest Labs em uma infraestrutura, utilizando o modelo Saas (Software como Serviço)?

 

Primeiramente, o que é SaaS? O são estes modelos?

Existem vários modelos aplicáveis a uma infraestrutura, utilizando Cloud Computing, porém vamos falar sobre 3 aqui.

Resumidamente são:

SaaS – Software as a Service (Software como Serviço): É um modelo onde a aquisição e/ou utilização de um software não está relacionado a compra de licenças, ou seja, você utiliza algum software e paga por sua utilização.

IaaS – Infrastructure as a Service (Infraestrutura como Serviço): Neste modelo você contrata sua infraestrutura como serviço, que é a contratação de servidores virtuais (e outros dispositivos de infraestrutura) ao invés de comprar servidores, roteadores, racks e outras “caixas” de hardware.

PaaS – Platform as a Service (Plataforma como Serviço): Proporciona uma plataforma mais robusta e flexível para a utilização de muitos recursos de tecnologia, onde é possível a utilização de softwares de maneira mais flexível, sendo possível desenvolver suas próprias aplicações baseadas em alguma tecnologia (framework, linguagem etc.)

what-is-saas

Estaremos falando um pouco mais sobre eles, em um novo post 😊

 

Utilizando o conceito de DevTest, temos algumas soluções aplicáveis:

IaaS: Neste modelo é aplicável a utilização do Azure DevTest Labs.

IaaS

 

Já nestes modelos abaixo temos soluções, porém não sendo utilizado o Azure DevTest Labs.

PaaS

PaaS

 

Microserviços

Microservices

 

Resumindo, não temos uma solução proposta pela Microsoft para SaaS, independente da utilização do conceito de DevTest ou da ferramenta Azure DevTest Labs.

SaaS (Software como serviço) não tem uma dependência de recursos, exemplo de virtual machine. Sendo assim, neste primeiro momento não se “encaixaria” em um processo utilizando DevTest e Azure DevTest Labs.

 

Bom pessoal, espero que tenham gostado e qualquer dúvida ou sugestão, aguardo o contato de vocês!

 

Até a próxima!

Abraços

Global Azure BootCamp 2017

Ola galerinha!

No último sábado (22) tivemos mais um Global Azure BootCamp.

Um evento global sobre tecnologias utilizadas com Microsoft Azure, sendo realizado em diversas cidades do mundo.

E este ano, tive a grande oportunidade de poder estar palestrando em São José dos Campos, na ETEP, falando um pouco mais sobre Azure DevTest Labs.

Quer saber um pouco mais? Acesse o link abaixo com apresentação

Em breve estarei postando aqui para vocês, o vídeo falando sobre o assunto.

Azure DevTest Labs

 

Abraços

Até a próxima!